Monitoramento da infraestrutura de TI auxilia organizações na medidas preventivas

Tempo de leitura: 3 minutos

Quando o departamento de TI de uma empresa é pouco eficiente ele gasta mais tempo em correções do que prevenindo. É o que popularmente se denomina de “apagar pequenos incêndios diariamente”. O problema deste quadro é que muitas vezes os prejuízos aos sistemas podem ser irrecuperáveis. A chave para evitar esta situação encontra-se no monitoramento da infraestrutura de TI.

Para dar dimensão da importância desta área, basta lembrar que muitas operações de uma empresa dependem da Tecnologia da Informação. Desde os sites até chatbots e sistemas para caixa e PDV. Em todos os casos, é necessária uma estrutura que funcione de modo adequado e seguro, pois mesmo que não ocorram erros graves, os serviços têm risco de se tornarem menos eficientes.

É por isto que umas das funções do monitoramento é otimizar as rotinas e disponibilizar soluções que trabalhem adequadamente. Deste modo, as demandas das variadas equipes da organização podem ser atendidas, impactando positivamente no que é oferecido ao cliente. É claro que produtividade e desempenho são apenas alguns dos benefícios ligados à prevenção.

Devemos lembrar também que, ao crescer, uma empresa ganha em complexidade na sua infraestrutura tecnológica. O gerenciamento, a instalação e configuração de novos recursos é uma ação que deve ser feita adequadamente para garantir um bom ROI. Afinal, se não houver retorno sobre o investimento, a estrutura terá se tornado um custo e não uma solução/investimento.

Apesar de todos os benefícios citados que advém do monitoramento, nenhum é tão impactante quanto a elaboração de medidas preventivas. Ao mitigar situações como um downtime elevado, a sua empresa evita graves prejuízos. E não apenas no aspecto financeiro, mas igualmente na imagem que os clientes têm do negócio.

Evitando o pior e decidindo de forma estratégica

Evitar interrupções é apenas um dos objetivos das ações preventivas. O monitoramento serve também para diagnosticar padrões de falhas que atinjam hardware e sistemas. Um detalhe que, aliado à verificação da integridade estrutural, fornece um checkup da saúde dos seus sistemas. Com isto, são elaboradas medidas que impedem os problemas mais sérios de ocorrer.

Ao amparar o Monitoramento da infraestrutura de TI por softwares, há ainda os benefícios da automatização, pois, neste caso informações críticas de infraestrutura e sistemas passam a ser registrados em tempo real. É com este registro preciso de incidentes e desempenho que podem ser identificadas, por exemplo, as sobrecargas.

De forma mais abrangente, este é o caminho para evitar queda de serviços essenciais, congestionamento de rede, dentre outros problemas. Quanto mais bem preparada a empresa e o setor de TI, menor o risco destas ocorrências. E ainda que possam acontecer, elas serão rapidamente sanadas, evitando que experiências negativas sejam oferecidas ao cliente.

O fato é que monitorando este setor e seus elementos é possível modelar todo o investimento e utilização da estrutura. Em casos em que é oferecida uma solução para os usuários finais, este é um detalhe indispensável. E isto ocorre porque eles estarão experimentando diretamente o desempenho das soluções da sua empresa.

O monitoramento da infraestrutura de TI, assim, ajuda nas medidas preventivas, mas é também atividade que fundamenta processos decisórios. Devido à complexidade da tarefa muitas organizações investem no Outsourcing, já que não podemos negligenciar a sua importância. Quer descobrir mais vantagens de manter uma boa infraestrutura de TI na sua empresa? Então aproveite para visitar o nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *