3 fatos que comprovam que o terceiro setor precisa da tecnologia da informação para crescer

Tempo de leitura: 3 minutos

Hoje, contar com a tecnologia da informação (TIC) no terceiro setor se tornou mais do que apenas fundamental, e sim uma exigência para o seu crescimento e aumento de competitividade no mercado, ao menos de acordo com a maioria dos especialistas.

Se é dessa área e ainda tem dúvida com relação a esse assunto, então não deixe de acompanhar a leitura deste conteúdo, pois aqui apresentamos três fatos que comprovam que o terceiro setor precisa da tecnologia da informação para crescer!

1. Dimensão do terceiro setor

Uma das primeiras coisas a saber é a dimensão do terceiro setor no mundo e no Brasil, pois essa informação permite que possamos aferir o nível de competitividade desse segmento, o que nos levar ao fato de que é fundamental contar, atualmente, com as TICs para obter destaque.

De acordo com dados do IBGE, temos, no mundo, mais de 10 milhões de ONGs, cerca de 48 milhões de colaboradores e tal setor responde por aproximadamente 5,9% do PIB mundial. No Brasil, contamos com mais de 337 mil ONGs, nas mais diversas áreas: saúde, assistência social, educação, esporte, lazer etc.

Esses dados refletem não só o cenário competitivo de tal área, mas também alerta para o fato de que as ONGs que contam com as TICs podem, sem dúvida, crescer e aproveitar melhor as oportunidades.

2. A tecnologia da informação é uma tecnologia acessível, porém pouco conhecida pelo terceiro setor

De acordo com Valter Cegal, especialista em tecnologia da informação e consultor, a tecnologia da informação não custa caro, podendo, assim, ser aplicada ao terceiro setor.

Para o profissional, o terceiro setor não precisa se valer de tecnologias complexas. É um segmento que para ele carece de sistemas simples e que façam a diferença no dia a dia, causando um impacto positivo na realização de processos e tarefas.

Ainda de acordo com o especialista, alguns dos principais motivos pelos quais o terceiro setor não utiliza a TI como deveria são: dificuldade para entender o que necessitam; desconhecimento sobre a TI e como aplicá-la ao negócio; dificuldade para escolher a melhor ferramenta para a entidade; e, por fim, dificuldade no orçamento para adquirir a tecnologia na informação.

Segundo ele, vencendo essas barreiras, o terceiro setor pode não só crescer, mas também aumentar a sua eficiência e presença no ambiente mercadológico e social.

3. O TI é importante para o terceiro setor

De acordo com a ATN (Associação Telecentro de Informação e Negócios), Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, a importância do TI para o terceiro setor se apresenta de maneira mais evidente a partir dos seguintes pontos:

— Aumenta a eficiência;

— Aumenta a transparência;

— Aumenta a visibilidade da organização;

— Aumenta o processo de comunicação entre a entidade e seus públicos;

— Melhora, de um modo geral, a qualidade dos serviços prestados;

— Garante o aumento do número de beneficiários, uma vez que ela permite atendê-los melhor e em maior quantidade;

— Permite a conexão entre setores e a expansão do negócio.

A tecnologia da informação, como se vê, é uma ferramenta fundamental para o terceiro setor, pois pode fazer com que ele cresça mais e, assim, destaque-se em seu âmbito de atuação.

Atua nesse ramo e chegou à conclusão que precisa adotar a tecnologia de informação para melhorar os resultados do seu sindicato ou entidade? Se sim, então não deixe de entrar em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *