Como escolher o melhor servidor para minha entidade?

Tempo de leitura: 3 minutos

Escolher qual o melhor servidor para utilizar no dia a dia da sua entidade é uma decisão importante, uma vez que aspectos como a organização, o desenvolvimento e a produtividade da empresa estão diretamente atrelados ao bom funcionamento e ao desempenho deste recurso tecnológico.

Com a crescente presença da tecnologia no cotidiano corporativo, os servidores precisam ser ágeis, dinâmicos e responsivos o bastante para acompanhar o ritmo de sua empresa e oferecer soluções rápidas para os eventuais problemas que surgirem. Também é imperativo que eles sejam seguros e confiáveis para proteger e gerenciar de maneira adequada os dados da corporação.

Neste texto, mostraremos a você algumas dicas sobre como escolher o melhor servidor para a sua entidade, garantindo que ele seja um elemento de contribuição para o bom desempenho e o crescimento da empresa. Acompanhe a leitura!

Tipos e componentes dos servidores

Para os gestores da entidade tomarem uma decisão correta em relação a qual tipo de servidor escolher para o bom andamento do negócio, é preciso que eles tenham conhecimento sobre os componentes e funcionalidades de cada modelo, para saber se eles se adequam perfeitamente às demandas do dia a dia do trabalho.

Em relação aos tipos de servidores, temos três modelos principais que, em geral, são adotados para uso em ambientes corporativos: os servidores em torre, os servidores em rack e o servidor blade.

O modelo de servidor em torre é categorizado como um dos mais básicos do mercado. Por esse motivo, ele é bastante indicado para ser utilizado em pequenas empresas. Em termos de tamanho, o servidor em torre ocupa pouco espaço, sendo portátil e prático como um desktop comum. Ele traz a vantagem de ter um custo menor para a empresa e protege os dados da corporação ao incorporá-los em uma só plataforma.

O modelo de servidor em rack, por sua vez, possui uma forma horizontal e, devido a isso, é possível que se empilhem outros dispositivos um sobre o outro, a depender das demandas e necessidades da empresa. Por possuírem uma maior capacidade de processamento, o uso do servidor em rack é indicado para pequenas e médias corporações.

Para os casos em que uma pequena empresa impulsiona o seu crescimento e passa a necessitar de uma expansão em seus servidores, por exemplo, o modelo em rack é uma excelente alternativa. O seu uso é feito em sala climatizada e própria para ele, de modo a assegurar as condições ideais para seu funcionamento e aumento da vida útil.

O terceiro modelo é o servidor blade. Assim como o tipo anterior, esta variação permite que a empresa adicione outros dispositivos, caso haja necessidade, além de também precisar de um ambiente climatizado devido ao calor gerado pelo processamento.

O diferencial do modelo de servidor blade é em relação à sua dimensão: ele é mais compacto e, ao mesmo tempo, mais potente, fazendo com que a empresa economize em espaço e ganhe em produtividade simultaneamente. Por isso, eles são indicados para corporações em pleno desenvolvimento que necessitam de grandes níveis de processamento e armazenamento de dados.

Gostou do conteúdo? Acesse o nosso site e conheça os nossos serviços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *