Cuidados para se proteger do vírus Ransomware

Tempo de leitura: 3 minutos

O mundo digital, apesar de trazer novidades positivas diariamente, também deu à luz uma questão muito séria: as ciberameaças. O Ransomware, por exemplo, se trata de um sequestro do sistema do seu computador e de arquivos salvos nele. Por sorte, existem algumas maneiras práticas de se proteger desse vírus.

O Ransomware é um tipo de malware capaz de se instalar no sistema dos computadores e criptografar alguns arquivos silenciosamente. Todos os acessos à máquina são, então, bloqueados. O primeiro caso registrado do vírus aconteceu na Rússia, em 2005, mas até hoje, as tecnologias se atualizam e tornam as ameaças cada vez mais fortes.

A forma mais comum de ser infectado pelo Ransomware é por meio de e-mails de spam com anexos que contém o vírus. Assim que o usuário faz o download do material anexado, o seu computador está automaticamente infectado. No entanto, o vírus também pode ser instalado por meio de mensagens instantâneas e sites. Até as redes sociais podem disseminar esse malware, com a divulgação (e cliques) de links suspeitos.

Em seguida, as pessoas que sofreram os ataques são avisadas e os cibercriminosos cobram uma quantia enorme pelo resgate das informações e devolução do acesso ao computador. Esse dinheiro, normalmente, é cobrado em bitcoins, que são moedas virtuais. A escolha dessa forma de pagamento se justifica pelo difícil rastreamento da moeda e, por consequência, dos criminosos também.

Um tipo bastante corriqueiro de Ransomware é o Scareware, que se trata de mensagens ameaçadoras com o objetivo de conseguir dinheiro. Normalmente, essa forma de ciberameaça se apresenta como antivírus e exige um pagamento online para limpar o seu computador. Ela pode aparecer como pop-ups infindáveis também.

Como se proteger de ciberameaças?
Separamos algumas dicas valiosas que vão ajudá-lo a se proteger tanto do Ransomware, como de vários outros vírus.

1) A primeira atitude a se tomar a fim de se proteger de ameaças virtuais é fazer, constantemente, os backups de arquivos em algum dispositivo não conectado ao seu computador, como HD externo, por exemplo. Você pode também salvar suas informações na nuvem.

2) Outra ação fundamental é escolher e instalar um bom antivírus para proteger seu computador. Atualize-o sempre que necessário.

3) Tome bastante cuidado com os e-mails que você abre.Se o conteúdo for suspeito ou desconhecido a cautela tem que ser maior ainda. Não faça o download de nenhum documento que você não sabe de onde veio. A melhor maneira de evitar problemas nessa plataforma é se atentar ao remetente. Outro alerta: não clique em links duvidosos.

4) Em caso de Ransomware: não pague o resgate! Primeiro, porque se trata de um crime, portanto chame a polícia. Segundo, porque não há garantias de que os criminosos devolverão os arquivos. O dinheiro os ajudará a criar maneiras mais perigosas e eficientes de agir.

As ciberameaças são um perigo real e em ascensão! Agora que você sabe como os criminosos agem, procure se proteger e evite cliques em sites suspeitos. Quer saber mais sobre a ação de cibercriminosos e como se livrar dessa? Então acesse nosso site e fique por dentro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *