É necessária manutenção de banco de dados?

Tempo de leitura: 3 minutos

Quando foi a última vez que você fez a manutenção de bancos de dados? Esta é uma prática crucial para praticamente qualquer empresa, visto que é neste ambiente que estão armazenadas as principais informações do negócio.

Todo gestor ou dono de empresa sabe que estes dados são extremamente valiosos. Afinal, eles podem ser uma grande fonte de informações e insights. Por outro lado, existe a questão da segurança. A LGPD entrará em vigor para garantir que as empresas tratem os dados dos usuários com cuidado. Até porque perder estas informações pode significar prejuízo financeiro e à percepção da marca.

Portanto, este post te ajudará a entender, de uma vez por todas, se é necessária manutenção de bancos de dados.

Primeiramente, qualquer ambiente de banco de dados precisa estar em funcionamento 24/7. Nunca se sabe quando as informações precisam ser consultadas, ou alteradas, e quando pode haver uma falha de segurança. Portanto, a melhor forma de garantir este objetivo é fazendo a manutenção.

O raciocínio é o mesmo para qualquer equipamento. Por exemplo, se você tem um carro, fazer a manutenção, como a troca de óleo, aumenta sua vida útil e diminui consideravelmente a chance de este vir a quebrar. No monitoramento de banco de dados, o objetivo é o mesmo.

A ideia também se aplica a você mesmo. É muito provável que você vá ao médico regularmente, para fazer exames de sangue ou um check up. Eles não são obrigatórios, mas são muito recomendados para você manter a saúde.

Este exemplo ilustra o primeiro motivo pelo qual a manutenção é tão importante: ajuda a detectar problemas antes que eles saiam do controle.

Como funciona a manutenção de bancos de dados?
Agora que você já percebeu como é importante fazer a manutenção de bancos de dados, é preciso se atentar a algumas formas de fazê-la de maneira ideal. Primeiro, é preciso que haja um certo planejamento para tal.

Enquanto é possível que as manutenções sejam feitas sem deixar os sistemas offline, eles naturalmente usam alguns recursos do mesmo. Sendo assim, a experiência dos usuários pode ser afetada. Portanto, é crucial escolher um horário em que os impactos são mínimos.

Além disso, existem 3 tipos de rotina de manutenção de bancos de dados feitas nas empresas. Entendê-las deixa claro por que esta prática é crucial.

A primeira é a rotina de segurança. Ou seja, são diversas ações que visam garantir que o sistema se mantém seguro. Um exemplo são os backups.

Outra rotina crucial é a de performance. Nesta é avaliada a usabilidade da aplicação. Em outras palavras, busca garantir que todos os procedimentos feitos no banco de dados tem uma velocidade aceitável. Neste caso, a rotina pode incluir certos testes, além de métricas para avaliar a performance que são lidas regularmente.

Por fim, existe a rotina de atualizações. Por meio dela, são feitas melhorias ou correções no sistema, de modo a garantir a performance e segurança máximas. Neste caso, o administrador do banco de dados precisa ficar atento aos patches lançados pela empresa responsável por eles.

Como ficou claro, a manutenção de bancos de dados é essencial para que eles operem da melhor maneira possível. Portanto, se quiser garantir que o seu ambiente tem a máxima performance, entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *