Como garantir a segurança e integridade dos dados nas organizações

Tempo de leitura: 3 minutos

Hoje as informações são um dos bens mais preciosos de uma organização. Os dados são utilizados como base para os processos de tomada de decisão, por isso, é imprescindível manter a segurança e integridade dos dados.

É importante salientar que segurança de dados e integridade de dados não são a mesma coisa. Quando falamos de integridade de dados estamos nos referindo à confiabilidade dessas informações.

Já quando falamos de segurança de dados, estamos nos referindo à capacidade de proteção das informações. Sejam elas e-mails entre diferentes setores da empresa ou os balancetes financeiros.

Danos na segurança e integridade dos dados podem ser causados por diversos meios. Mas, os mais comuns são o erro humano e as ameaças externas (malwares). Por isso, as medidas de prevenção adotadas pelas corporações auxiliam ambos, a segurança e a integridade dos dados.

Ações para garantir a segurança e integridade dos dados
As corporações devem adotar algumas medidas para proteger seus dados. Elas envolvem tanto o treinamento do pessoal que lida diariamente com o sistema, quanto à contratação de empresas de TI.

– Backup: com backups regulares, a empresa consegue manter os dados seguros, mesmo quando está sobre ataque. Além disso, caso alguma informação seja perdida ou delatada do sistema ela pode ser recuperada.

– Acompanhe as tendências: o setor da tecnologia está em constante mudança. Por isso, para garantir a segurança dos dados é essencial acompanhar as movimentações desse mercado.

Assim, é possível preparar os equipamentos e os colaboradores envolvidos para as possíveis novas ameaças.

– Atualizações constantes: as invasões e erros acontecem, principalmente, através e por causa de falhas em drives, softwares e no sistema operacional.

Mantendo esses dispositivos atualizados evitam-se que suas brechas funcionem como porta de entrada para ameaças externas ou que causem algum prejuízo as informações que circulam pelo sistema.

– Treine os colaboradores e controle o acesso: ensinar os funcionários a utilizar a plataforma é a forma mais simples de evitar erros. Por mais intuitivo que o programa possa parecer, é essencial deixar claro como realizar as atividades e com quem entrar em contato caso tenha algum problema.

Também é importante limitar o acesso dos colaboradores. Isso quer dizer que cada funcionário deve ser autorizado a acessar as informações necessárias para a realização das suas atividades. Assim, os dados mais críticos vão estar disponíveis a uma quantidade menor de pessoas. Isso evita vazamentos, a perda de informações e aumenta o controle da segurança.

– Atenção à entrada e saídas do sistema: isso quer dizer que, quando dados forem inseridos no sistema uma validação das informações deve ser exigida. Já a saída dos dados, deve ser bloqueada. Só devem acontecer com autorização, ou seja, com o conhecimento do departamento de TI.

– Monitoramento: para evitar falhas e invasões é importante vigiar todo o sistema. Como essa é uma tarefa muito grande e exigiria muito do pessoal de TI, o ideal é investir em programas de monitoramento constante. Assim, é possível analisar o que acontece em toda a rede e reconhecer as possíveis ameaças ao sistema.

– Contrate empresas especializadas: essas empresas têm o know-how e as ferramentas necessárias para manter a segurança e integridade dos dados do sistema.

Nós temos a solução completa em infraestrutura de TI. Entre em contato conosco e fale com um de nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *